Pinot Grigio: conheça suas características e origem

A Pinot Grigio, também chamada de Pinot Gris, é uma das uvas brancas que tem a casca mais escura, apresentando uma coloração cinza. Daí vem seu nome Grigio, que significa “cinza” em italiano e “Gris”, em francês. Essa coloração resulta de um cruzamento natural entre a Pinot Noir e a Pinot Blanc.

Além de dar origem a vinhos brancos refrescantes e refinados, também produz ótimos espumantes. Embora seja originária da Borgonha, na França, foi na Alsácia que encontrou sua melhor expressão, tanto que chegou a ser conhecida como Tokay d’Alsace.

A Pinot Grigio é bastante plantada na Itália, tanto que hoje é conhecida pelo seu nome italiano. Embora seja plantada em várias regiões da Itália, é no norte do país, no Friuli e no Vêneto que apresenta a sua maior expressão. Também é encontrada na Alemanha e na Áustria. No Novo Mundo é encontrada no Brasil, na Argentina, nos Estados Unidos, na Austrália, na Nova Zelândia e na África do Sul. Seus aromas costumam variar de acordo com a região que seja plantada.

Em climas frios são mais leves e delicados, com aromas frutados de pêssego, limão, tangerina, pera e maçã verde, além de notas florais de flores silvestres, erva cidreira, mel, tomilho e orégano. Quando cultivada em regiões quentes, produz vinhos mais encorpados e minerais.

A Pinot Grigio é bastante versátil, acompanhando bem uma grande variedade de pratos, tais como saladas, peixes e frutos do mar, massas, aves, vitelas e queijos variados.

O Pinot Grigio DOC Delle Venezie 2018 da Bosco Malera, produzido no Vêneto, é um vinho leve e refrescante, de coloração ligeiramente verdeal, com aromas de frutas cítricas. De baixo teor alcoólico, 11,5%, é um vinho branco ideal para ser bebido como aperitivo e também para acompanhar todos os pratos anteriormente citados.

Deixe uma resposta

This site uses cookies to offer you a better browsing experience. By browsing this website, you agree to our use of cookies.
×